Câmara e forças de segurança se reúnem para discutir integração de sistemas de monitoramento

por Comunicação Social publicado 16/03/2018 19h55, última modificação 16/03/2018 19h55

A Câmara de Timóteo recebeu representantes da segurança pública na tarde desta sexta-feira, 16, para tratar sobre a integração dos sistemas de monitoramento por câmeras já existentes no município. Estiveram presentes o presidente da Câmara, Adriano Alvarenga, o comandante da 85ª Companhia da Polícia Militar de Timóteo, major Werner, o tenente Vitor Prado, o delegado Jorge Caldeira e o presidente do Consep Intermunicipal, Edward Garzon.

 

Durante a reunião foi discutido o alinhamento em todo o monitoramento que já existe no município de Timóteo por meio das câmeras que fazem o monitoramento nos bairros e no Centro-Norte da cidade. Segundo Adriano Alvarenga, foi feita uma solicitação junto ao Poder Legislativo para que leve ao Poder Executivo um pedido para a utilização do espaço antes utilizado pelo Olho Vivo. “Nesse local todas as imagens dessas câmeras deverão ser integradas, tendo o apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil ajudando assim na prevenção de possíveis delitos. Iremos levar a solicitação junto ao prefeito para que ele possa avaliar a viabilização do espaço e o Poder Legislativo contribuirá da forma que for necessária”, informa.

 

De acordo com o Major Werner, comandante da 85ª CIA, “viemos trazer o pleito de ampliar as informações de segurança pública entre Polícia Militar e Polícia Civil, integradas com os moradores de bairros e comerciantes, de forma a ampliar o nosso monitoramento. Isso aconteceria por intermédio da Câmara para operacionalizarmos essa questão de monitoramento”.

 

O delegado Jorge Cadeira conta que o momento inspira cuidados na segurança pública. “Diante desta demanda é obrigação nossa como representantes do Estado nos movimentarmos no sentido de encontrar uma solução para o problema. Fazer a integração desses sistemas, vai otimizar nossa força de trabalho, buscando um resultado de melhor qualidade na segurança pública”, relata.

 

Edward Garzon, presidente do Consep Intermunicipal, afirma que esse é um processo de resgate da sensação de segurança da comunidade. “Quando o ambiente está monitorado, restringe qualquer ato ilícito ou minimiza sua condição. Então é um trabalho que tem dado resultado, os locais onde estão instaladas as câmeras têm mostrado uma melhora significativa no aspecto de segurança”, conclui.

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.