Câmara conclui votação do reajuste dos servidores

por Ludmilla Perpétua de Oliveira publicado 11/09/2018 16h15, última modificação 11/09/2018 17h10

Foram votados dois projetos de lei na tarde desta terça-feira, 11, durante uma reunião extraordinária. Os vereadores convocaram a reunião para segunda discussão e votação e redação final do reajuste salarial dos servidores municipais (PL nº 4159, de 06 de setembro de 2018) e segunda discussão e votação do Projeto de Lei nº 4152, de 27 de julho de 2018, ambos de autoria do Executivo Municipal.

Segundo o primeiro vice-presidente, Luiz Perdigão, a Câmara optou por convocar nova reunião extraordinária por questões de ordem prática para os servidores municipais. “Pretendemos dar mais agilidade ao processo de liberação do reajuste acordado entre os servidores e o Executivo. A greve é ruim para todos, portanto o nosso papel, como legisladores, é ajudar no que for possível para que esta situação não se repita e esperamos que as negociações ao fim do prazo de 90 dias sejam produtivas.”

Os servidores aceitaram o reajuste após uma greve de 11 dias em que o prefeito não cedeu às revindicações ofertando 3% de reajuste, retroativo a maio de 2018, como prevê o PL nº 4159. Outros R$ 100 serão acrescidos ao vale-refeição. O pleito da categoria era de aproximadamente 12% de reajuste, percentual ofertado em negociação com o prefeito interino Adriano Alvarenga.

Outro projeto aprovado foi o PL nº 4152, que “dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo” para servidoras que moveram ação contra o município solicitando reenquadramento e para tanto novos cargos deveriam ser criados.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.