Câmara recebe professores para discutir pautas da categoria

por Comunicação Social publicado 06/04/2018 14h27, última modificação 06/04/2018 14h27

O líder de governo, vereador professor Diogo, recebeu o presidente da Câmara, o diretor financeiro do Sinsep e representantes dos professores na manhã desta sexta-feira, 6, para discutir sobre a paralisação que aconteceu nessa quinta e sexta-feiras que culminaram na suspensão da reunião previamente agendada com o governo para esta sexta-feira para continuar as negociações acerca das pautas da categoria.

 

As demandas da Educação são: revogação do decreto que reduzia a caraga horária dos professores P3, pagamento do piso salarial, revisão do estatuto do plano de carreira, 1/3 da jornada ser direcionada para coordenação, prorrogação do concurso (edital 001/2014) dentro do prazo legal de dois anos, nomeação imediata dos aprovados em concurso para os cargos vagos existentes, retorno das eleições diretas para diretores e vices para as escolas municipais, manutenção civil das escolas, investimentos na modernização e informatização das ferramentas de trabalho (diário digital, recursos audiovisuais, climatização das salas de aula), reativação das salas de recursos, bibliotecas e laboratórios de informática.

 

Segundo o líder de governo, vereador professor Diogo, o objetivo foi tentar um entendimento junto ao sindicato, a categoria dos professores e o governo para solucionar da melhor maneira possível a luta pela pauta que os professores apresentaram para a Administração. “Nós tivemos uma reunião na terça-feira, 3. Diante do risco das negociações dessa reunião se perderem, convidei os participantes da discussão e daqui tiramos o encaminhamento para assegurar a continuidade das conversações. Foi pedido à categoria que retorne ao trabalho. A partir daí o governo se compromete a retomar os trabalhos da comissão. Toda a pauta dos professores é justa e eu endosso. Vamos encontrar um caminho de diálogo que vai permitir que o melhor interesse da categoria seja atendido.”

 

Diogo informa que na última reunião já ficou definida a eleição para diretores. “As eleições devem acontecer ainda no primeiro semestre com a posse em agosto. A revogação do decreto referente à redução de carga horária dos professores P3 também já foi aceita pelo governo. Há ainda um estudo jurídico para ver a possibilidade da prorrogação do concurso da Educação pelo prazo de dois anos, que é o mesmo prazo do certame. As questões mais complexas foram entregues à comissão criada para debater essas questões e adotar os encaminhamentos necessários para que essas demandas sejam solucionas no mais curto prazo possível.”

 

O presidente da Câmara, Adriano Alvarenga, declarou ser importante essa atuação legislativa na discussão das pautas pertinentes aos servidores municipais. “Nossa atuação se faz com vistas a encontrar uma solução para os desafios enfrentados pelos professores. Melhorando o ambiente de trabalho dos professores, estaremos melhorando a qualidade da Educação.”

 

De acordo com Israel dos Passos, diretor financeiro do Sinsep, foi apresentada uma pauta para a Administração em relação à Educação, mas a categoria se deparou com entendimento contrário ao que acha correto. “Decidimos, em assembleia, pela paralisação parcial na quinta-feira e total nesta sexta-feira. Hoje, em reunião no gabinete do professor Diogo, chegamos no consenso de voltar à mesa de discussão na próxima terça-feira, 10. Também faremos uma assembleia com a categoria para definir qual será a estratégia e os próximos movimentos.”

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.