Presidente do Legislativo anuncia medidas para conter déficit orçamentário

por Comunicação Social publicado 01/02/2017 12h20, última modificação 01/02/2017 15h17
Em entrevista coletiva na tarde de ontem, a mesa diretora anunciou as medidas adotadas para o biênio 2017/2018.

Na tarde desta terça-feira (31/01), o presidente da Câmara de Timóteo, Adriano Alvarenga, juntamente com os demais vereadores, recebeu a imprensa para uma entrevista coletiva, realizada no Plenário da Casa. Em pauta, as medidas administrativas já tomadas - e outras previstas – pela atual Mesa Diretora para diminuir o déficit financeiro do Legislativo Municipal. “Tivemos que tomar medidas austeras já nesse início de gestão para termos condição de valorizar tanto os servidores efetivos quanto vereadores e para que possamos continuar atendendo a população com qualidade por meio dos serviços já oferecidos”, disse Alvarenga.

O presidente da Câmara explicou que, inicialmente, a previsão era de um déficit orçamentário da ordem de R$341.671,16. “Após o levantamento destes dados – que contou com o apoio da equipe técnica do Legislativo - foi feita uma avaliação criteriosa que resultou na revisão das licitações e corte de contratos, como por exemplo, no setor de limpeza e vigilância”, informou. De acordo com ele, somente com as medidas já adotadas, o déficit inicial reduziu para R$92.849,99.

Outra ação da Mesa Diretora foi a realização de um estudo de recuperação de receita, que possibilitará o aumento do repasse para o Poder Legislativo pelo Executivo Municipal. “A lei orçamentária anual de 2017 foi votada em julho do ano passado. No entanto, houve um aumento de receita do Município após a aprovação do orçamento, que proporcionará, consequentemente, um aumento no repasse, estimado em R$590.000,00”, aproximadamente”, explicou Adriano. Esse estudo foi realizado em conjunto com o diretor geral da Câmara, José Constantino Filho.

Entretanto, a intenção da Mesa Diretora para este ano é não apenas zerar o déficit, mas gerar um supéravit. E para isso, outras providências com o objetivo de economizar já estão previstas. “Além dos cortes imediatos, vamos implementar uma reforma administrativa, com alterações nos salários de assessores parlamentares, bem como a redução em percentual de alguns outros contratos, como reprografia, sistema de informática, entre outras.

Também faremos um trabalho de conscientização com os servidores, para que eles colaborem e economizem no que for possível”, esclareceu Adriano. A ideia é que seja feita uma revisão bimestral do orçamento, para garantir a implementação dos reajustes necessários.

Destinação

O saldo resultante da economia já tem destino certo: a valorização dos servidores efetivos e dos vereadores, e a manutenção dos serviços já oferecidos pelo Legislativo à população: Procon Câmara, Centro de Atenção ao Cidadão (CAC) e Casa de Memória. Também estão previstos projetos para melhorar a interação com a comunidade, como a implantação da TV e da Rádio Câmara, que irão viabilizar outros canais de informação dos atos do Legislativo. 
Outra proposta é a criação da “Câmara Intinerante”, para que as indicações da população ganhem voz e sejam levadas para o Executivo. Já nesta primeira reunião ordinária do ano, que será realizada nesta quarta-feira (dia 01/02) será apresentado um projeto de resolução que altera o horário das reuniões ordinárias para as 19h. “Nossa preocupação é possibilitar a participação de mais pessoas”, afirmou o presidente.

Executivo

Durante a entrevista coletiva, Alvarenga ressaltou a sinergia entre Legislativo e Executivo. “A Câmara é um órgão independente, mas caminha em harmonia com os demais Poderes para que, ao final, o município saia ganhando. Vamos sempre prezar a lisura e a transparência, entretanto, estamos aqui para somar, para contribuir com o crescimento de Timóteo”, finalizou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.