Vereadores aprovam recomposição de subsídios para efetivos

por Comunicação Social publicado 20/12/2016 14h24, última modificação 20/12/2016 14h24
Servidores terão 3% de recomposição nos subsídios a partir da folha de pagamento de dezembro e 13º salário.

Em reunião extraordinária realizada na tarde dessa terça-feira (20), os vereadores aprovaram, por unanimidade, em discussão e votação únicas o Projeto de Resolução 429, de autoria da Mesa Diretora, que recompõe os vencimentos dos servidores efetivos, ativos e inativos, da Câmara em 3% a partir da folha de pagamento do mês de dezembro e também do 13º salário. A redação final também já foi apreciada e aprovada.

 

13º salário

 

Após a reunião, o plenário da Casa ficou lotado de servidores da prefeitura que pediam explicações para a informação de que o Executivo não iria cumprir o que foi determinado na emenda 01 à lei 3976, aprovada em plenário, de pagar integralmente nessa terça-feira o 13º salário de seus servidores. O texto da emenda, de autoria do vereador Adriano Alvarenga determina que o pagamento das verbas relativas ao 13º salário dos servidores deveria ser efetuado, impreterivelmente, até o dia 20 de dezembro e, para isso, todos os recursos depositados em contas bancárias do Município deveriam prioritariamente ser utilizados para pagamento dos servidores públicos municipais.

 

O procurador geral do Município, Heider Torre e a controladora, Magda Drumond estiveram presentes e disseram que acreditaram que o cenário seria melhor para cumprir essa emenda, que havia uma perspectiva da Prefeitura receber uma receita de R$ 2 milhões, mas que só vieram R$ 900 mil. Explicaram também que há ainda a receita da repatriação para chegar ao caixa da Prefeitura e que estão aguardando a liberação por parte do Governo Federal. A perspectiva é de que seja liberado para os Estados semana que vem e para os municípios só em 10 de janeiro, segundo a controladora. O procurador ressaltou que eles trabalharam o ano de 2016 com R$8 milhões a menos no caixa, mas disse que toda receita de hoje até 30 de dezembro é exclusivamente destinada ao pagamento do restante do 13º salário.

 

Inconformados, os servidores pediram mais uma participação do vereadores no caso. A Câmara enviou um ofício pedindo ao Executivo que informe todas as receitas que chegaram e chegam ao caixa da prefeitura desde a data em vigor da lei e que todas sejam realmente destinadas ao cumprimento do pagamento do 13º salario dos servidores.

 

A vereadora Guaraciaba Gomes falou sobre a insatisfação do vereadores com a notícia do não pagamento do 13º salário integral hoje, conforme aprovado na emenda pelo Legislativo. “Estamos tão indignados quanto vocês. Vieram com a explicação de que não tem o dinheiro, mas não foi o combinado conosco. Não entendo porque nesse país não se respeita as leis. Isso está na lei”, ressaltou a vereadora.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.