Comissão aprova relatório sobre Faixa Azul

por Juliana Teixeira de Melo publicado 26/06/2019 09h05, última modificação 26/06/2019 09h05

A comissão especial instituída para discutir problemas relacionados ao Faixa Azul em Timóteo se reuniu na tarde desta terça-feira (25), no Plenário da Câmara Municipal. Em pauta, a aprovação do relatório final, que teve voto favorável de todos os membros presentes. As medidas apresentadas no texto serão encaminhadas tanto ao Instituto Maçônico de Gestão de Projetos Sociais (Imag) quanto ao Executivo Municipal. “Vamos fiscalizar e exigir que todos os avanços solicitados sejam implementados”, salientou o vereador Adriano Alvarenga, que compõem a comissão.

A primeira ação efetiva já tem data marcada. Na próxima segunda-feira (01/07), a comissão se reunirá pela manhã, no Centro Norte, para verificar se as vagas destinadas a idosos e deficientes físicos estão nos locais corretos, próximas a bancos, farmácias, supermercados, casas lotéricas, INSS. “Esta verificação foi uma das questões indicadas no relatório. Também vamos solicitar uma reunião com a Polícia Militar para fiscalizar o estacionamento nestas vagas”, comentou Alvarenga.

Além de Alvarenga, também participam da comissão os vereadores Professor Diogo Siqueira (presidente do Legislativo) e Raimundinho, representantes do Instituto Maçônico de Gestão de Projetos Sociais – Imag (administradora do programa), da Associação Empresarial Comercial de Timóteo, lojistas, Executivo Municipal e usuários do estacionamento rotativo.

 Fracionamento

O relatório apontou todos os problemas debatidos nas diversas reuniões da comissão e na audiência pública, realizada em maio. Uma das questões levantadas está relacionada ao atendimento. Ficou acertado com o Imag a realização de capacitação dos monitores, para que eles possam explicar e orientar com mais clareza os usuários do estacionamento

Também será feito pela entidade uma campanha publicitária para divulgação do serviço e, principalmente, para incentivar o uso do aplicativo, que possibilita o fracionamento do tempo. “No relatório, solicitamos também a venda do bilhete com o tempo fracionado, para quem não utiliza o aplicativo”, explicou Adriano Alvarenga.

 Receita

A destinação da receita advinda da cobrança do estacionamento foi outro assunto tratado no relatório. A comissão defende que parte da arrecadação seja aplicada no Centro Norte, para que os usuários saibam onde o dinheiro está sendo utilizado. Conforme a prestação de contas do Imag, apresentada na reunião do dia 17 de junho, atualmente os recursos são empregados em causas sociais.

No que se refere à concessão do serviço, o relatório destacou a falta de processo licitatório. “Nossa proposta é que, tão logo o contrato com a Imag termine, seja feito uma licitação ou chamamento público para a contratação da administradora do Faixa Azul”, explicou Adriano. O contrato atual finaliza no ano que vem. Outra ponto abordado no relatório é a necessidade de realização de concurso público para contratar agente de trânsito.

error while rendering plone.comments